Unidades Curriculares

Conheça as Unidades Curriculares do curso de Fisioterapia


Disciplinas do Curso

Conheça as disciplinas do curso de Fisioterapia

1 ª fase

Introdução à anatomia humana, termos de direção, orientação e planos de observação. Unidades estruturais da célula e morfologia geral. Sistema esquelético, estrutura e funções. Crescimento e formação do osso. Classificação óssea com base na forma e divisões do esqueleto axial e apendicular. Sistema Articular, estrutura e funções, localização das principais do sistema ósseo. Classificação das articulações sinoviais. Movimentos das articulações. Sistema Muscular, estrutura e funções. Tipos de músculo. Anatomia do músculo estriado esquelético. Tipos de contração muscular. Principais músculos efetuadores de movimentos. Localização de músculos esqueléticos.

Sistema de informação em saúde; coeficientes, índices, proporções e arredondamento de dados; descrição e exploração dos dados; escalas de mensuração; medidas de posição, medidas de dispersão, correlação e regressão lineares simples; software computacional.

Bases estruturais, moleculares e fisiológicas das células. Material genético: natureza, estrutura, expressão, localização e transmissão. Métodos de diagnóstico molecular de doenças e terapia gênica.

A disciplina apresenta o curso de Fisioterapia e a profissão enquanto atividade profissional a partir da história da utilização dos recursos físicos na saúde, do processo de criação e regulamentação da profissão e da organização das entidades de classe no Brasil. Estuda o processo evolutivo da Fisioterapia, bem como a importância da sua atuação para a sociedade, abordando conhecimentos acerca dos princípios da ética profissional, das principais áreas de atuação e de recursos utilizados pelo fisioterapeuta.

A língua portuguesa e a comunicação oral e escrita. Adequação da linguagem aos diferentes níveis de linguagem. Aspectos linguístico-gramaticais aplicados aos textos orais e escritos. Linguagem oral: princípios da oratória, técnicas de apresentação pública, apresentações acadêmicas. Universidade: natureza do conhecimento, ensino, pesquisa e extensão. Ciência e método. Ética aplicada a pesquisa. Produção, normatização (ABNT) e estruturação dos gêneros textuais da esfera acadêmica.

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de esquisa, confecção artigos científicos.

2 ª fase

Introdução ao sistema nervoso, à medula espinhal e aos nervos espinhais. Sistema nervoso: cérebro, nervos cranianos, sistema nervoso autônomo e sentidos especiais. Noções básicas do sistema tegumentar, estrutura e principais funções. Sistema endócrino, funções hormonais e principais glândulas do corpo. Funções do sangue, anatomia e formação das células sanguíneas. Anatomia e funcionamento do sistema cardiovascular, anatomia do coração, fluxo sanguíneo no coração e vias circulatórias. Anatomia, estruturas e funções do sistema respiratório. Mecanismos fisiológicos da hematose. Capacidade pulmonar. Sistema urogenital, anatomia do sistema urinário e fisiologia dos néfrons. Noções anatomofuncionais do sistema reprodutor. Anatomia e fisiologia do sistema digestório, organização geral e principais órgãos e glândulas anexas.

Importância química e biológica dos carboidratos, lipídios, proteínas, enzimas, vitaminas e coenzimas. Metabolismo dos carboidratos, enzimas e proteínas. Inter-relações e regulação metabólica do organismo. Energética bioquímica do metabolismo. Propriedade dos ácidos nucléicos e síntese das proteínas. Aspectos bioquímicos da coagulação sanguínea, da composição do sangue e transporte de nutrientes. Conceitos e princípios básicos em farmacologia. Formas farmacêuticas. Vias de administração de fármacos. Farmacocinética. Farmacodinâmica. Neurotransmissão autonômica. Fármacos que agem na transmissão adrenérgica. Fármacos que agem na transmissão colinérgica.

Contexto histórico, sócio-político e Filosófico do surgimento da Nova Ciência; Indivíduo e Sociedade; As principais correntes das teorias clássicas sociológicas e contemporâneas e seus precursores; Cultura, identidade e diversidade cultural; Direitos Humanos; Relações étnico- raciais e de gênero; Etnia e História da Cultura Afro- Brasileira e Indígena; Sociedade, inclusão e responsabilidade social.

Noções de técnicas histológicas. Tipos de tecidos fundamentais. Funções dos tecidos epiteliais, conjuntivo, ósseo, cartilaginoso, anguíneo, muscular e nervoso. Processo de ossificação. Elementos sanguíneos. Histofisiologia dos sistemas circulatório, linfático, digestório, urinário, respiratório, endócrino, genital masculino e feminino. Embriologia do ser humano. Formação do tubo neural. Teratogênese.

Entender as características gerais de bactérias e vírus, morfologia e citologia bacteriana, fisiologia e genética bacteriana, métodos de controle de crescimento de microorganismos, características gerais dos antimicrobianos. Elucidar os mecanismos de virulência bacteriana, microbiota normal do corpo humano e o estudo das principais bactérias patogênicas para o homem. Estudo das características gerais do vírus e relevância nas enfermidades humanas, cultivo de bactérias, isolamento e identificação de bactérias, coleta e transporte de material clínico humano e infecções hospitalares. Doenças relacionadas com fungos, protozoários e micro-organismos patogênicos. Respostas imunes específicas. Antígenos. Anticorpos. Reações antígeno anticorpos. Fenômenos de hipersensibilidade. Imunizações. Contágio e contaminação. Doenças comuns na região e no Brasil. Perfil epidemiológico local.

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de pesquisa, confecção artigos científicos.

3 ª fase

Conceitos definições, aplicações noções de análise qualitativa e quantitativa. Os movimentos do corpo humano; estudo de suas ações como um todo e de suas partes isoladas. Aparelho locomotor e as bases da mecânica de efetuar o movimento humano. Prática discente orientada.

Bioenergética do exercício e do esporte: bases fisiológicas da contração muscular; efeitos fisiológicos agudos e crônicos do exercício físico sob os aspectos cardiovascular, hematológico, neural, muscular, endócrino e metabólico; miotipologia das unidades motoras. Discussão de trabalhos científicos pertinentes a Fisiologia do Exercício. Prática discente orientada.

Sistema nervoso central (embriologia, histologia e neuroanatomia) e sistema nervoso periférico. Sistema nervoso autônomo e seus controles viscerais. Localização e identificação das estruturas relacionadas ao sistema nervoso e ao controle neuromotor. Neurofisiologia do sistema nervoso, as lesões e disfunções cerebrais e suas implicações. Sinais e sintomas neurológicos e correlações patológicas. Neuroplasticidade. Base neurofisiológica das avaliações em Fisioterapia.

Diferentes fases do desenvolvimento humano desde a vida intrauterina, nascimento até a morte passando pelos princípios básicos da psicologia. Conhecer o comportamento humano possibilitando a identificação dos aspectos psicológicos nas várias etapas do ciclo da vida.

Conhecimentos teóricos sobre a atuação do fisioterapeuta no campo da Saúde Coletiva e de suas grandes áreas. Aspectos gerais sobre Saúde, sociedade, condições de vida, quadro sanitário brasileiro, transição demográfica. Processo saúde-doença, prevenção e promoção de saúde. Evolução histórica da saúde pública e saúde coletiva; modelos assistenciais de saúde no Brasil. Vigilância em Saúde. Políticas públicas de atenção à saúde, vulnerabilidade social; grupos minoritários, populações negra e indígena, pessoas com deficiências e mobilidade reduzida. Estratégias de organização das ações do sistema de saúde e implantação de programas de saúde nos municípios. Gestão política do sistema de saúde e participação popular. Proposição e participação em medidas e métodos de diagnóstico, através do desenvolvimento de projeto de âmbito municipal com enfoque no Sistema único de Saúde (SUS).

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de pesquisa, confecção artigos científicos.

4 ª fase

História da Biomecânica. Áreas de estudos. Modelos de investigação e análise. Bases fundamentais da mecânica para análise do movimento humano. Biomecânica do corpo humano. Estudo das forças externas ao corpo humano. Métodos de medição em Biomecânica. Biomecânica do esporte. Prática discente orientada.

Fundamentos da cinesioterapia Promover o estudo teórico-prático da aplicação do movimento sob forma terapêutica. Tipos de exercícios físicos. Prescrição de exercícios. Treino sensório motor, treino de marcha, coordenação motora, equilíbrio e psicomotricidade.

Noções de epidemiologia descritiva e analítica e sua importância para o planejamento em saúde. Os dados e a informação em saúde. Indicadores de saúde. Os sistemas de informação em saúde. Vigilância Epidemiológica (Controle de Doenças e Imunização).

Fundamentos físicos dos principais métodos de diagnóstico por imagem. Radiologia convencional, Ressonância magnética (RM), ultrassonografia, tomografia computadorizada, densitometria e cintilografia ósseas: interpretação de imagens de interesse fisioterapêutico. Aspectos normais e patológicos.

Anatomia palpatória. Anamnese, inspeção, palpação, ausculta, provas de função muscular/articular, goniometria, antropometria, testes específicos.

O histórico das técnicas de terapias manuais. Estudo da terapia manual como resposta fisiológica e biomecânica do sistema músculo-esquelético envolvidos. Métodos e técnicas de terapias manuais: Massoterapia; Manipulação; Mobilização; Tração; Pompage. Indicações e contra-indicações das técnicas e métodos usados em terapias manuais.

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de pesquisa, confecção artigos científicos.

5 ª fase

Métodos e técnicas cinesioterapêuticas específicos nas diversas áreas de atuação da fisioterapia. Cinesioterapia funcional e laboral com ênfase em ergonomia.

Atuação fisioterapêutica na comunidade. Planejamento de ações preventivas e de promoção da saúde nos ciclos da vida. Ergonomia e saúde do trabalhador. Noções de primeiros socorros e RCP (Reanimação Cardio pulmonar). Desenvolvimento de atitudes e habilidades básicas para assistência fisioterápica a indivíduos em tratamento ambulatorial e/ou domiciliar.

Etiologia e patogenia geral das lesões. Adaptação, lesão e morte celular. Estudo dos processos inflamatórios, reparação e cicatrização. Estudo das doenças hereditárias, congênitas e distúrbios vasculares. Calcificações Orgânicas e Pigmentações. Distúrbios do crescimento e da diferenciação celular. Neoplásicas. Distribuição geográfica das enfermidades utilizando critérios morfológicos, funcionais e dados estatísticos. Estudo de exames patológicos relacionados à prática clínica. Correlação clínica das doenças que afetam os principais órgãos e sistemas em pacientes-alvo dos profissionais de reabilitação.

Conceitos biofísicos de ondas sonoras, luz e eletricidade. Estudo e Aplicação das modalidades em eletroterapia, fototerapia e termoterapia. Manuseio das fontes de calor e frio, e o uso de equipamentos: efeitos fisiológicos, indicações, contra-indicações, dosagem e técnicas de aplicação como recursos terapêuticos em fisioterapia. Observações clínicas hospitalar e ambulatorial. Avaliação e aplicação.

Conhecimentos teóricos sobre a atuação do fisioterapeuta no campo da Saúde Coletiva e de suas grandes áreas: Saúde Pública, Epidemiologia e Prevenção, correlações da Fisioterapia com atenção primária. Estudo e planejamento do trabalho fisioterapêutico junto à população alvo nos programas da Unidade Básica, intra e extra-murais, Habilidades para atuação interdisciplinar na Equipe de Saúde, projetos de pesquisa e extensão. Inter-relacionamento e interdependência entre fenômenos biológicos, físicos, sociais e culturais, análise conceitos epidemiológicos na operacionalização da prática de saúde pública.

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de pesquisa, confecção artigos, oficinas aprimoramento e atividades científicas.

6 ª fase

Avaliação e diagnóstico fisioterapêutico nas disfunções cardiopulmonares crônicas e agudas; Estudo, avaliação e tratamento fisioterapêutico das principais patologias do sistema cardiocirculatório; técnicas e recursos fisioterapêuticos empregados no tratamento. Tratamento pré e pós-cirúrgico ambulatorial. Prevenção nas doenças cardíacas.

Avaliação, diagnóstico funcional, métodos, técnicas e agentes fisioterapêuticos na atenção a saúde e nos distúrbios e afecções neurológicas e nos diversos ambientes de atuação. Prevenção das doenças neurológicas .

Estudo das afecções ortopédicas e traumatológicas que afetam o aparelho locomotor. Avaliação ortopédica específica e tratamento clínico e fisioterapêutico além do conhecimento do comportamento fisiológico destas lesões.

Análise e interpretação de textos em inglês, utilizando as técnicas de skimming e scanning. Prática oral com foco intensivo na pronúncia de vocábulos na área da saúde com o apoio de recursos multimídia. Compreensão e utilização adequada da língua inglesa em diversas situações comunicativas relacionadas à saúde.

Práticas Integrativas e Complementares no SUS e a Atenção Primária em Saúde: legitimação e a institucionalização dessas abordagens de atenção à saúde. Introdução ao estudo das PIC: Medicina Tradicional Chinesa, Acupuntura, Homeopatia, Plantas Medicinais e Fitoterapia, Termalismo Social/Crenoterapia e Medicina Antroposófica: histórico, introdução, objetivos, procedimentos e metodologias relacionadas à prevenção agravos e de doenças, promoção e recuperação da saúde utilizando estas terapias. Equipe multidisciplinar e as PIC: profissionais médicos e não-médicos. Projetos de PICS no Brasil e no mundo: exemplos de projetos já implementados.

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de pesquisa, confecção artigos científicos.

7 ª fase

Fisiopatologia das principais afecções e patologias dermatofuncionais. Atuação do profissional fisioterapeuta na abordagem dermatofuncional. Recursos eletrotermofototerápicos, manuais e cosmetológicos.

Estudo dos conceitos de prevenção em fisioterapia e promoção da saúde, introdução à ergonomia e à antropometria no ambiente de trabalho, introdução da ergonomia na prevenção de LER/DORT e na organização do trabalho (NR- 17; NR-32), ferramentas auxiliares da ergonomia e postura humana.

Oncogênese. Fisiopatologia. Fisioterapia em oncologia e tratamento; Nível atenção da saúde básica, média e alta complexidade. Papel do fisioterapeuta. Terapias em oncologia. Reabilitação e inserção do paciente.

Avaliação e diagnóstico fisioterapêutico nas disfunções cardiopulmonares crônicas e agudas: técnicas e recursos fisioterapêuticos empregados no tratamento. Tratamento pré e pós-cirúrgico ambulatorial. Prevenção nas doenças cardíacas e pulmonares.

Informações básicas sobre o envelhecimento populacional e suas consequências a nível social e econômico, as alterações que acompanham o processo do envelhecimento, bem como os problemas clínicos encontrados com frequência na população de idosos e os diversos métodos de abordagem destes pacientes que apresentam problemas múltiplos de ordem clínica, social e de reabilitação. Estudo da anatomia do aparelho genital feminino, fisiologia do ciclo menstrual, disfunção do ciclo menstrual. Incontinência urinária, doenças do aparelho genital e modificações no organismo feminino relacionadas ao climatério. Estudo das principais modificações fisiológicas da gravidez sobre o organismo feminino, aspectos relacionados ao trabalho de parto normal e cirúrgico, mudanças ocorridas no puerpério; atuação fisioterapêutica em todas estas fases, bem como na amamentação: aspectos clínicos do câncer de mama e tratamento fisioterapêutico no pré e pós-cirúrgico de mastectomia.

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de pesquisa, confecção artigos científicos.

8 ª fase

Teorias administrativas aplicadas à gestão em fisioterapia e saúde. Planejamento, elaboração de projetos em fisioterapia. Empreendedorismo e mercado de trabalho. Marketing. A estrutura de plano de negócios. Prática discente orientada.

Estudo das lesões de origem esportiva, competitiva e/ou recreacional, que afetam o aparelho locomotor, avaliação ortopédica em desportiva e tratamento clínico e fisioterapêutico do atleta. Além do conhecimento do comportamento fisiológico nas lesões, imobilização e remobilização músculo esqueléticas.

Conhecimentos básicos para a identificação e familiarização dos equipamentos e materiais médico-hospitalares utilizados em terapia intensiva. Atendimento globalizado ao paciente de alto risco, através da avaliação fisioterápica e diagnóstico clínico, possibilitando a fundamentação da prescrição e do tratamento fisioterápico. Auxilia no processo de administração e desmame das diversas modalidades de ventilação mecânica, além de promover a percepção do trabalho em equipe e da humanização no atendimento hospitalar.

Estudo sobre a classificação, indicação, colocação e adaptação de órteses de tronco, pescoço, membros superiores e inferiores; histórico das amputações, níveis de amputações, classificação das próteses de membros superiores e inferiores, bem como sobre o tratamento fisioterapêutico pré e pós-amputação e reabilitação dos pacientes amputados.

Interação dialógica e de transformação social; ações temáticas de saúde, educação, cultura, trabalho, meio ambiente, comunicação, direitos humanos e justiça e tecnologia. Habilidades de reflexão, investigação, diálogo, criatividade, criticidade, cursos de aprimoramento, projeto de pesquisa, confecção artigos científicos.

9 ª fase

Prática supervisionada em fisioterapia cardiovascular; respiratória; dermato funcional; traumato ortopédica.

Propiciar aos discentes do curso de Fisioterapia as condições necessárias para a elaboração de um estudo teórico e prático, incluindo investigação de campo, dentro das normas técnicas e metodológicas da Unidavi que caracterizam a produção acadêmica.

10 ª fase

Prática supervisionada em fisioterapia neurofuncional; traumato ortopédica; hospitalar e oncológica.

Propiciar aos discentes do curso de Fisioterapia as condições necessárias para a elaboração de um estudo teórico e prático, incluindo investigação de campo, dentro das normas técnicas e metodológicas da Unidavi que caracterizam a investigação científica.

Notícias do Curso
Veja mais